O QUE SÃO FINTECHS?

Sabe aquelas pessoas que já nasceram num mundo com internet difundida e parecem ter muito mais facilidade em lidar com a tecnologia, descobrir informações novas rapidamente e aprender a criar coisas novas? Em uma analogia, as fintech seriam como empresas que atuam em diversos ramos da área financeira (investimentos, bancos, pagamentos, etc) que já nasceram nesse cenário tecnológico e conectado.

Devido à essa característica, as fintechs têm uma maneira bem diferente de enxergar o papel da tecnologia do que empresas financeiras mais tradicionais, que se consolidaram antes do mundo digital.

Muitos dos grandes bancos, por exemplo, utilizam a tecnologia exclusivamente como forma de reduzir custos. Assim, o caixa eletrônico substitui o caixa presencial e o aplicativo de celular substitui algumas funções do caixa eletrônico. Porém, não há foco na experiência do cliente, na facilidade de uso, na simplicidade, em funções que façam diferença no cotidiano das pessoas. É por isso que, geralmente, muitas pessoas têm dificuldade ou resistência em usar ou adotar essas soluções.

As fintechs, por outro lado, encaram a tecnologia de forma oposta. Vêem a internet e o digital como meios de facilitar, simplificar e agilizar a vida. Em geral, suas soluções são simples, práticas e resolvem problemas de forma mais ágil e eficiente, removendo processos burocráticos do caminho.

Outra característica marcante das fintechs é aliar a tecnologia à inovação. As inovações podem ser tanto do ponto de vista do serviço oferecido como no modelo de negócios adotado. A inovação e o empreendedorismo são valores explicitamente declarados no site da Vamos Parcelar, por exemplo.

Em nosso caso, inovamos a forma como instituições públicas e privadas enviam e recebem pagamentos. Nossos clientes podem parcelar de forma simples, rápida e segura, qualquer boleto, conta e débitos do Detran em até 12 vezes no cartão de crédito. Já os órgãos públicos e estabelecimentos privados recebem à vista o valor que os clientes parcelaram.

COMO É O MERCADO DE FINTECHS NO BRASIL?

As fintechs são relativamente novas no Brasil, mas sua presença está em grande crescimento, assim como o interesse por essas empresas. No gráfico de pesquisas abaixo, pode-se perceber que as buscas por informações sobre fintechs começam em 2016, mas têm uma explosão em 2018 e continuam em alta em 2019.

Fonte: Google Trends

De acordo com o levantamento do Radar Fintechlab 2019 realizado em junho, o volume de fintechs e startups financeiras no Brasil teve um aumento de 453 empresas em 2018 para mais de 600 até meados de 2019. Apenas nesse período, a evolução foi de cerca de 33% e 10% maior que o levantamento feito anteriormente, comparando 2017 e 2018.

A mesma pesquisa mostra ainda que o setor de pagamentos foi o que mais cresceu entre as fintechs, representando o principal motor de crescimento do ecossistema de fintechs brasileiras. Esse segmento teve crescimento de 29%, seguido pelo de empréstimos (18%) e o de gestão financeira (17%).

PÚBLICO JOVEM E REGIÕES NORTE E NORDESTE SÃO OS QUE MAIS ADEREM ÀS FINTECHS

Você abriria mão do seu banco de confiança, com o qual se relaciona há anos, porém tem os problemas de sempre, para abrir conta em uma fintech? De acordo com pesquisa da Google divulgada no evento Fintechs@Google, em São Paulo, os mais jovens e a população das regiões norte e nordeste são os mais propensos a dizer sim à essa proposta.

Segundo os dados da Google, 27% do público entre 28 e 24 anos disseram que mudariam do tradicional para o digital – enquanto a média da pesquisa ficou em 17%. No recorte por região, Nordeste (22%) e Norte (21%) foram as regiões mais receptivas.

DESAFIOS PARA O FUTURO

A pesquisa Fintechs@Google também destacou alguns desafios que as fintechs precisarão superar. Muitas pessoas ainda não conhecem ou não sabem como fintechs funcionam (de acordo com 22% dos entrevistados) ou acham que existem muitas opções e complexidade no mercado, o que dificulta analisar e optar por uma delas.

De acordo com o mesmo estudo, existe o interesse de algumas pessoas em buscar informações sobre o assunto. O tempo de exibição de vídeos de canais de educação financeira no YouTube cresceu 110%, por exemplo.

Os vídeos ajudam a divulgar as marcas e tiram muitas dúvidas, segundo o líder de insights para o segmento de finanças da Google Brasil, Vitor Zenaide. Já a líder de vendas, Lígia Cano, aponta que uma forma de as fintechs conquistarem o público é ajudando justamente nessa educação buscada.

Nesse post, explicamos o que são as fintechs e apontamos o crescimento desse segmento no Brasil. Se você quiser saber mais sobre esse assunto e conhecer melhor como a Vamos Parcelar oferece mais tranquilidade ao fazer o parcelamento de contas e débitos do Detran, leia nossos outros artigos. Siga também @vamosparcelar oficial nas redes sociais para ficar por dentro de todas as novidades.