Enquanto sente o cheirinho de carro novo, confira tudo o que é necessário para licenciar e regularizar um veículo 0Km:

1 – REGISTRO

Seu carro 0km deve ser registrado no Detran mais próximo em até 30 dias após a concessionária emitir a nota fiscal. Feito isso, você terá o Certificado de Registro do Veículo (CRV).

2 – LICENCIAMENTO

Com o CRV, você poderá fazer o emplacamento e dar entrada no Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), documento de porte obrigatório.

Seu veículo será incluído na base de dados do Detran e no Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM), uma espécie de CPF de automóveis.

3 – EMPLACAMENTO

Ao emitir o CRLV você também obterá o número da placa do seu veículo. Os valores para registro e emplacamento variam de acordo com os Detrans de cada Estado. Também é possível personalizar sua placa mediante pagamento de taxa extra.

4 – IPVA e DPVAT

Você também será informado sobre os valores referentes ao IPVA E DPVAT, o primeiro é o imposto pago sobre veículos automotores e o segundo funciona como um seguro obrigatório que cobre acidentes de trânsito.

5 – DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA

Para todo esse processo, você precisará apresentar alguns documentos. Em geral, o Detran cobra original e cópia do RG, CPF e CNH, cópia de comprovante de residência, nota fiscal original da concessionária com decalque do chassi e duas cópias do formulário do Renavam preenchido.

6 – A ESTRADA À FRENTE

Agora é só ficar atento. Anualmente, é preciso regularizar o IPVA, DPVAT e licenciamento. O valor do IPVA, por exemplo, varia de acordo com o Estado, modelo e ano do veículo. Então, tente organizar seu orçamento para prever o desembolso desses valores.

Agora é só preparar as playlists para o trabalho, volta para a casa e fim de semana e andar com tranquilidade 😎. Para mais dicas como essa, confira o blog da Vamos Parcelar e siga @vamosparcelaroficial nas redes sociais.