Vamos Parcelar

5 dicas para comprar um imóvel com tranquilidade

Adquirir um imóvel não é fácil, mas pode ser tranquilo se tiver planejamento. Confira como se organizar!
3 min. de leitura
Atualizado em 14 abr 22
Acesso rápido

Comprar um imóvel definitivamente não é uma tarefa fácil. A conquista da casa ou apartamento próprio significa para alguns a realização de um sonho e para outros o primeiro passo rumo à independência. Além disso, tem aqueles que compram como um investimento, pensando na possibilidade do imóvel se tornar uma boa renda no futuro. Contudo, existe algo em comum em todos esses casos: é preciso muita organização para tirar o plano do papel. 

Seja qual for a situação, o processo pode ser longo e trabalhoso. Portanto, antes de dar início a busca pelo lugar ideal é importante definir algumas questões e seguir alguns passos. Não sabe por onde começar? Não se preocupe! Vamos te dar 5 dicas para comprar um imóvel com tranquilidade. Confira!

1. É a hora certa?

Para tudo tem um momento ideal! Antes de mais nada, é preciso pensar bem na decisão e avaliar o momento da sua vida, ainda mais por se tratar de um investimento alto.  Além disso, é importante lembrar que a compra de um imóvel não tem a ver apenas com recursos financeiros, estamos falando de um bem material que fará parte de um longo período da sua existência. 

2. Defina detalhes 

Você está em busca de um imóvel novo ou usado? Prefere apartamento ou casa? Qual a cidade ideal para você? Quanto você está disposto a pagar? É nesse momento que você deve colocar todos os seus desejos na ponta do lápis. Antes que a hora da busca se inicie é importante definir e alinhar as expectativas para evitar futuras decepções. Depois que o negócio estiver fechado fica mais difícil de voltar atrás. Então, é melhor se prevenir. 

3. Faça um planejamento financeiro 

É preciso muita atenção para este passo, do contrário, uma dívida indesejada pode acabar surgindo. Você deve analisar quanto de dinheiro você tem, quanto está devendo e de que forma a compra de uma casa ou apartamento vai afetar seu orçamento. 

Em seguida, verifique se o valor disponível é suficiente para dar entrada no imóvel ou até comprá-lo à vista. Antes de tomar qualquer decisão importante, veja possibilidades de parcelamento e se as parcelas serão compatíveis com seu orçamento mensal. 

É comum a identificação de mudanças no imóvel escolhido. Frequentemente surgem coisas que devem ser arrumadas ou modificadas por questão de gosto. Além disso, pagamento de taxas de transferências e documentos, cartório e corretores geram gastos, então, é essencial que você inclua um valor a mais no seu orçamento.  

4. Defina a forma de pagamento 

Existem várias formas de quitar um imóvel, porém não é qualquer uma que vai combinar com o seu bolso. Você precisa entender cada uma para definir a melhor no seu caso. As mais comuns são o financiamento com a construtora, bancos e os consórcios. 

O financiamento com a construtora é uma boa opção para quem quer comprar um apartamento na planta. Por quererem vender rápido, as construtoras tendem estar abertas para negociações personalizadas. Conforme for escolhido, a empresa faz uma simulação de crédito, avaliação do imóvel, análise jurídica e solicita uma lista de documentos pessoais e comprovantes de renda.  Se estiver tudo certo o financiamento é liberado. 

Em contrapartida, o financiamento bancário é o mais popular. Neste caso, as instituições financeiras disponibilizam o crédito necessário para o pagamento de parte do imóvel.  Por fim, o pagamento por consórcio. Esta forma é feita por meio de parcelas mensais com uma taxa de administração. A desvantagem é que é preciso ser contemplado e a entrega da carta de crédito pode demorar para ser liberada. 

5- Fique de olho na documentação

Por último, mas não menos importante: temos a documentação. Essa etapa precisa de muita atenção, paciência e tempo disponível.  De antemão, são muitos documentos necessários. Mas calma, de pouco em pouco é possível reunir todos. 

Em primeiro lugar, verifique e organize os documentos pessoais como RG, CPF,  certidão de nascimento, certidão de casamento (se for o caso) e o comprovante de residência. Em seguida, vá atrás da Certidão Negativa de Débitos (CND), documentos emitidos por órgãos do governo para confirmar que não há pendências financeiras ou processuais em seu nome. As principais certidões negativas solicitadas na compra de imóveis são as de propriedade com negativa de ônus e de débitos tributários.

Por fim, é preciso ficar de olho também nos documentos do imóvel escolhido. Antes de fechar o negócio, verifique se está tudo dentro da lei. Ou seja, confira minuciosamente toda a documentação da construção, do antigo dono ou da empresa responsável. Por ser um passo importante, o indicado é que se contrate uma imobiliária ou um advogado para fazer a análise da propriedade.

Tá precisando de uma ajudinha para quitar as contas e assim dar o primeiro passo na compra da tão sonhada casa ou apartamento? A VP pode te ajudar! Aqui nós parcelamos suas dívidas e impostos em até 24x. Partiu casa nova? 

Acesso rápido

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre educação financeira, investimentos e novidades da VP.

Autorizo o envio de conteúdo e estou de acordo com a Política de Privacidade da VP.

Siga nossas redes sociais

Acompanhe os conteúdos e fique por dentro das novidades!

Postagens relacionadas

Prontinho! Agora você já pode usar o seu cupom para colocar seus débitos em dia.

Copiar e pagar Copiado!