Vamos Parcelar

Imposto de Renda: quais documentos são necessários?

Clique aqui e saiba quais documentos são essenciais para declarar o seu IR 2022!
3 min. de leitura
Atualizado em 18 maio 22
Acesso rápido

O prazo para declarar o Imposto de Renda foi estendido até o dia 31 de maio de 2022. Dessa forma, todo contribuinte que tenha acumulado renda tributável (salários e rendas extras) acima de R$ 28.559,70 durante o ano de 2021, deve fazer a declaração. 

Contudo, o pagante precisa saber a relação de documentos necessários para emitir a sua declaração e evitar problemas futuros com a Receita Federal. Quanto mais cedo esse levantamento for feito e entregue, maiores são as chances de receber a restituição, caso o contribuinte tenha direito a ela. Pensando nisso, separamos neste artigo os documentos necessários para declarar o Imposto de Renda 2022. Confira! 

Documentos pessoais 

Para emitir a declaração, o contribuinte deve apresentar os seus dados pessoais e de seus dependentes, caso houver. Esses documentos devem incluir: documento de identificação (nome completo, CPF, data de nascimento e título de eleitor), endereço completo atualizado, comprovante de atividade profissional exercida atualmente, cópia da declaração de Imposto de Renda 2021 e dados bancários para restituição ou cobrança de impostos. Em caso de dependentes, os documentos devem conter: nome completo, data de nascimento e grau de parentesco. 

Comprovantes de renda 

Como comprovação de renda, o pagante e seus dependentes devem apresentar à Receita Federal todas as receitas ganhas no ano-base de 2021. Diante disso, os documentos necessários são: informe de rendimentos de salário, aposentadoria, pensão, pró-labore e distribuição de lucros. Informe de rendimentos de instituições financeiras como bancos, bancos digitais e corretoras de investimentos, caso o contribuinte invista em alguma aplicação. 

Além disso, o pagante deve divulgar o informe de rendimentos de aluguéis de bens móveis e imóveis. Rendas recebidas como doações, heranças e pensão alimentícia também são incluídas na declaração junto com informes de rendimentos de programas fiscais como a Nota Fiscal Paulista. 

Contudo, vale ressaltar que essa documentação exigida para declarar o Impostos de Renda varia de pessoa para pessoa. Portanto, cada contribuinte precisa apresentar os documentos de acordo com a sua situação financeira. 

Compra e venda de bens 

Qualquer compra de bens como: imóveis, veículos, barcos e gados, efetuada durante o ano-base de 2021, precisa estar indicada à Receita Federal. O contribuinte deve apresentar nota fiscal, recibo, contrato de compra e venda ou escritura dessas aquisições. Além disso, o boleto do IPTU de 2021 deve estar na declaração de Imposto de Renda. 

Ademais, se caso houver sociedade em empresas, dinheiro no exterior ou qualquer tipo de movimentação em outras posses, o pagante deve mostrar documentos que comprovem a sua posição acionária. 

Comprovante de despesas

O Imposto de Renda possibilita que o contribuinte declare suas despesas com saúde ou educação, a fim de deduzir valores do imposto ou aumentar a restituição do pagante. Dessa forma, documentos com recibo e notas fiscais carecem de ser passados à Receita Federal. São eles: comprovantes de despesas em hospitais, laboratórios ou clínicas; informe de rendimento de plano de saúde, comprovante de pagamento de pensão alimentícia e comprovação de gastos com educação (ensino fundamental, médio, superior, pós-graduação ou técnico). 

Além disso, quando o contribuinte apresentar recibos e notas fiscais, principalmente de serviços médicos ou odontológicos, os documentos devem conter CNPJ da empresa ou CPF do profissional e indicação do paciente. O mesmo se aplica para instituições educacionais e comprovantes de pagamento da Previdência Social ou Previdência Privada. 

Portanto, esse são apenas alguns dos documentos necessários para fazer a declaração de Imposto de Renda. É preciso que o contribuinte fique atento quanto à documentação exigida, pois ela varia de acordo com cada necessidade. Para mais informações, ele deve acessar o site da Receita Federal

Este artigo é mais um conteúdo desenvolvido pela Vamos Parcelar com intuito de veicular informação de qualidade ao máximo de pessoas possíveis. Se ainda não conhece a VP, acesse nosso site e venha entender porque aqui é um lugar onde vale a pena pagar impostos e contas!

Acesso rápido

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre educação financeira, investimentos e novidades da VP.

Autorizo o envio de conteúdo e estou de acordo com a Política de Privacidade da VP.

Siga nossas redes sociais

Acompanhe os conteúdos e fique por dentro das novidades!

Postagens relacionadas

Prontinho! Agora você já pode usar o seu cupom para colocar seus débitos em dia.

Copiar e pagar Copiado!