Vamos Parcelar

ETF: entenda como funciona esse tipo de investimento

Já imaginou aplicar seu dinheiro de forma mais fácil e sem precisar entender a fundo do mercado financeiro? Clique aqui e conheça a modalidade que promete tudo isso!
2 min. de leitura
Atualizado em 24 maio 22
Acesso rápido

Já pensou em investir na bolsa de valores de uma forma mais fácil e segura? Além disso, com a garantia de uma carteira diversificada e unificada. É isso que uma ETF busca oferecer aos consumidores que apostam nesse tipo de aplicação.

A sigla vem do Inglês e significa Exchange Traded Fund. Entretanto, pode ser livremente traduzida para Fundo Negociado em Bolsa. Ou seja, é uma modalidade que te permite, com um aporte único, investir em diversas ações usando como referência algum índice como referência.

Então, veja abaixo como funciona um ETF. Descubra também, quais possibilidades de aplicações você possui nessa categoria!

O que é ETF?

De forma simplificada, um ETF é uma junção de diversas ações das quais você pode participar sem ter que aplicar uma a uma. Não só isso, mas para auxiliar ainda mais, gestoras especializadas estão a frente do controle desses fundos de investimentos. Todavia, existem códigos que seguem índices, como a Ibovespa, e também que seguem parâmetros de Renda Fixa.

Apesar de ter chegado no Brasil em 2004, a categoria ETF existe desde os anos 80 nos Estados Unidos. A modalidade está presente em diversos países ao redor do globo e é bastante famoso em alguns deles. Contudo, em terras brasileiras, ainda apresenta um mercado pouco explorado em comparação a outros modos de aplicações financeiras.

Como funciona um ETF?

Como foi dito acima, um ETF é um fundo de investimento administrado por uma gestora, o que traz facilidade para quem coloca seu dinheiro nessa aplicação. Entretanto, isso tira a possibilidade do usuário de definir as ações da carteira. Por isso, é importante levar essa questão em consideração. Caso você queira 100% de autonomia, essa modalidade pode não ser sua melhor opção.

Em relação aos índices, eles refletem o mercado de forma geral. Com isso, a valorização ou não do fundo vai depender das variações do setor específico em que o ETF se baseia. Sabendo disso, é preciso analisar bem como você vai investir, aplicar em uma única esfera pode ser prejudicial, pois se um índice cai, toda sua renda variável é afetada.

Como faço para investir?

Por se tratar de uma modalidade não tão conhecida, é normal pensar que entrar nesse mercado é algo complicado, mas acredite é mais simples do que você pensa. Se você já tem costume em investir em ações, não vai haver dificuldade alguma, funciona da mesma forma, basta pesquisar o código e comprar.

Agora, se você está iniciando no mundo dos investimento, a primeira coisa que você precisa fazer é abrir uma conta em uma corretora. Alguns bancos possuem corretoras próprias e é possível acessar pelo próprio app da instituição. Após isso, o processo é o mesmo citado acima, pesquise qual o código do ETF que você quer e comprar a quantidade de cotas que melhor vão te atender.

E aí, achou as informações relevantes? Quer aprender mais sobre este universo? Aqui você encontra algumas informações essenciais para facilitar o entendimento deste meio. Deseja ver mais conteúdos como esse? Não deixe de ficar de olho no Blog da VP. Aqui você fica informado e entende porque a nossa plataforma pode dar um up na sua vida financeira.

Acesso rápido

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre educação financeira, investimentos e novidades da VP.

Autorizo o envio de conteúdo e estou de acordo com a Política de Privacidade da VP.

Siga nossas redes sociais

Acompanhe os conteúdos e fique por dentro das novidades!

Postagens relacionadas

Prontinho! Agora você já pode usar o seu cupom para colocar seus débitos em dia.

Copiar e pagar Copiado!