Vamos Parcelar

Não é segredo para ninguém que a pandemia acabou comprometendo bastante a vida financeira de boa parte dos brasileiros.  De acordo com uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) cerca de 71% das famílias brasileiras estão endividadas, atualmente. Preocupante não é mesmo?  No entanto, na maioria dos casos é possível correr atrás da regularização, conseguir um bom acordo, quitar as dívidas e sair da inadimplência o quanto antes. 

Você faz parte dessa porcentagem? Então, confira abaixo três dicas que vão te ajudar a organizar sua vida financeira, sair da lista de inadimplentes e nunca mais voltar. Vamos nessa?

1. Esteja ciente de todas suas despesas

Não tenha medo de encarar suas dívidas, reúna tudo e com paciência, faça uma lista de todas as contas e parcelas atrasadas com os respectivos valores.  Em seguida, numere e coloque como prioridade no topo da lista aquelas que você precisa quitar primeiro, de preferência as que são essenciais (por exemplo, contas de água e luz) ou aquelas que possuem um custo maior (cartão de crédito e cheque especial).

Por último, deixe suas finanças organizadas para saber quanto você terá disponível todo mês, para pagar as dívidas atrasadas e sempre levando em conta as despesas já existentes. Utilizar o 13º salário ou reservar uma quantia extra são boas opções para quitar os atrasados. 

2. Saiba negociar com o credor

Não aceite, em nenhuma hipótese, a primeira proposta que a empresa responsável por sua dívida fizer. Quando estiver negociando faça uma lista de perguntas que você quer fazer para não deixar passar nada. Pergunte algo como: Se eu pagar à vista, posso ter um desconto? Qual o percentual de desconto sobre o total da minha dívida? Se parcelar, quanto vou pagar de juros e qual será o valor total? 

Estabeleça um valor que fique dentro da sua zona de conforto e se necessário faça contrapropostas. Ah, não deixe de verificar se o valor negociado cabe no seu bolso e, o mais importante, não assuma uma dívida que você não possa pagar. 

3. Evite a inadimplência

Após o fechamento do acordo, tenha certeza de que você terá o valor para honrar o seu compromisso. Nunca conte com dinheiro incerto, ou seja, aquele que pode ou não, entrar na sua conta. Sempre tenha um plano B em mente para que possa cumprir os prazos de pagamentos até o final. Assim que quitar ou efetuar o pagamento da primeira parcela da renegociação da dívida, seu nome será retirado da lista de inadimplentes em até cinco dias, basta conferir no site do Serasa. 

Além disso, uma boa forma de garantir que você não terá mais dívidas negativadas em seu nome é através do planejamento financeiro. Tenha uma planilha com todos os seus gastos e despesas para controle e até mesmo, economizar. 

Outra dica é sempre avaliar suas compras. Pense duas vezes antes de adquirir novas dívidas. Se pergunte: Eu realmente preciso disso? Dessa forma, saberá diferenciar as compras por impulso das que são de fato, necessárias. 

Viu aí? Embora proporcione bastante dor de cabeça, você não pode fugir para sempre de suas dívidas. Então, se apertar, não deixe de recorrer a Vamos Parcelar. Nós podemos te ajudar a colocar suas despesas em dia!