Mais de 400 mil veículos da capital estão com o licenciamento anual pendente

A fiscalização para placas terminadas em 1 e 2, começa em 1º de outubro e, segundo a Secretaria de Economia, foram arrecadados, até o levantamento mais recente, R$968,5 milhões com o IPVA deste ano, o valor é referente a cerca de 855 mil automóveis e, ainda, de acordo com a órgão há pouco mais de 411 mil devendo o tributo.

Desse número de inadimplentes, 300,5 mil têm três cotas em aberto, 70 mil devem uma cota e 40,5 mil, duas. A expectativa de arrecadação de R$ 1,3 bilhão exclui casos em que a tarifa não é cobrada, como os de isenção. Quase 102 mil veículos registrados no DF enquadram-se nessa categoria.

A fiscalização começa no dia subsequente ao prazo final. Em 1º de outubro, inicia para placas terminadas em 1 e 2; em 1º de novembro, para placas com finais 3, 4 e 5; em 1º de dezembro, para as placas que finalizam em 6, 7, e 8; e, finalmente, em 1º de janeiro de 2021, para os finais 9 e 0.

Além do pagamento do IPVA, o proprietário do veículo deve quitar a taxa de licenciamento, o seguro obrigatório e eventuais multas pendentes para receber o documento referente a 2020. Segundo o Detran, há 688.342 veículos licenciados atualmente no DF. A frota total, em julho, era de 1.867.125 veículos.

Para quem não dispor de recursos imediato, ou quiser pagar de forma parcelada é possível com a Vamos Parcelar, empresa credenciada pelo Denatran autorizada a receber pagamentos do órgão.

Para o CEO da Vamos Parcelar, Pedro Rosa, o parcelamento do IPVA é uma alternativa para que o cidadão se regularize e não fique inadimplente.“Além do IPVA e IPTU, o cidadão também pode parcelar as multas e outros débitos como: conta de luz, água, fatura de cartão de crédito, boleto de prestação de carro, plano de saúde etc.”.

O que é o CRLV?

É o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos, conhecido popularmente como licenciamento, é um documento indispensável para você manter seu veículo legalizado.

Este documento permite, legalmente, que você circule com seu veículo pelas ruas e vias brasileiras. Contudo, é preciso que ele esteja sempre junto com você.

De acordo com o art. 133 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o porte do CRLV é obrigatório, em sua forma original ou digital e atualizada.

No entanto, como prevê o parágrafo único do art. 133, você fica dispensado de apresentar o licenciamento, no momento da fiscalização, se o agente de trânsito tiver acesso ao sistema informatizado para verificar se o veículo está licenciado.

Mudanças

Em 2020, o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) poderá ser baixado no portal e no aplicativo do Detran e no app CNH Digital, do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Além disso, o agente poderá aceitar o documento de 2019, desde que todos os débitos de 2020 estejam quitados.

Confira os prazos finais para o licenciamento anual em 2020

Placas com final 1 e 2 prazo final até 30 de setembro;

Placas com final 3, 4 e 5 prazo final até 30 de outubro;

Placas com final 6, 7 e 8 prazo final até 30 de novembro;

Placas com final 9 e 0 prazo final até 31 de dezembro.

O que acontece se não estiver com o CRLV em dia?

Se for flagrado sem o CRLV de seu veículo e o agente não conseguir acessá-lo, você, além de receber uma multa de natureza leve, poderá ter o carro retido até que a documentação exigida seja devidamente apresentada.

Além disso, é indispensável que seu licenciamento não apresente nenhum tipo de irregularidade ou atraso. Do contrário, você sofrerá consequências mais severas.

Conduzir veículo não licenciado, de acordo com inciso V do art. 230 do CTB, consiste em uma infração de trânsito gravíssima e prevê não somente a aplicação de multa, mas, também, a apreensão do veículo.

Ainda, caso você queira negociar o seu veículo ou transferi-lo de proprietário, não será possível se houver pendências no pagamento.

Vamos Parcelar

A VP é uma fintech integrada ao Sistema de Pagamentos Brasileiro e os principais bancos do Brasil.

Credenciada pelo Denatran, a empresa oferece o parcelamento de débitos do detran, públicos ou qualquer outro boleto em até 12 vezes no cartão de crédito.

Instituição de pagamento certificada pelas principais bandeiras do Arranjo de Pagamentos, instituído pela lei nº 12.865/13 e circulares do Banco Central do Brasil. Credenciada para aceitar pagamentos públicos em mais de 21 estados.

Frota

1.867.125

Total de veículos registrados no DF.

688.342

Veículos licenciados até agora.

411.164

Automóveis cujo IPVA ainda não está quitado.

 

 

Fonte: Correio Braziliense