GDF já enviou os carnês do IPTU 2020 e vencimento da primeira parcela foi no mês de maio

A Secretaria de Economia (SEEC) do Distrito Federal enviou pelos Correios os carnês para pagamento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2020. As datas de vencimento são definidas de acordo com o número da inscrição do imóvel (dígito verificador) que consta no Cadastro Imobiliário do Distrito Federal (CI/DF).

A boa notícia é que o pagamento pode ser parcelado no cartão de crédito. O contribuinte, pessoa física ou jurídica, pode usar esse recurso para fazer a quitação à vista ou em até 12 vezes.

Além desses débitos, o cidadão pode parcelar qualquer outro boleto com a empresa Vamos Parcelar, ou seja, contas de luz, água, fatura de cartão de crédito, boleto do carro, faculdade, todos são passíveis de parcelamento.

O Governo do Distrito Federal não terá custos com a prestação desse serviço e receberá das empresas o valor integral e à vista do que for pago no cartão. Para o secretário de Economia, André Clemente, é uma forma de facilitar o relacionamento entre Estado e o cidadão.

O parcelamento no cartão de crédito ou de débito foi autorizado no Distrito Federal com a publicação do Decreto nº 39.972, de 22 de julho de 2019. Para se tornarem aptas ao parcelamento, as empresas de crédito passaram por um processo de credenciamento na Secretaria de Economia.

Com a arrecadação dos impostos, o GDF pode investir em diversas áreas de acordo com o orçamento, por exemplo, na saúde, educação e segurança pública. A falta de pagamento do imposto pode levar o contribuinte a ser inscrito na Dívida Ativa e ser cobrado pela Justiça, além de ter um aumento de 10% no valor final.

Quem deve pagar o IPVA?

Todos os proprietários de carro, moto, caminhão, ônibus, micro-ônibus, máquina agrícola, ciclomotor e afins devem realizar o pagamento do imposto. Se você tem algum desses veículos de forma regularizada estará entre o público no qual deve realizar o pagamento, que pode ser parcelado em até 12 vezes no cartão de crédito.

Existem algumas variações sob o pagamento do imposto. Por se tratar de uma cobrança definida a nível estadual, pode variar de acordo com cada região.

O valor do IPVA é calculado de forma independente, sendo cada unidade federativa, responsável pelo valor final. O valor de mercado dos veículos e tempo de atividade são fatores que contribuem na hora da formulação.

Quem deve pagar o IPTU?

Todos os proprietários de um Imóvel, porém segundo a Lei nº 8.245/1991, também conhecida como Lei do Inquilinato, o dono de um imóvel pode incluir no contrato de locação uma cláusula dizendo que o locatário deverá pagar o IPTU junto a outras despesas, como aluguel e condomínio. O pagamento deste imposto pode ser feito em 12 vezes pelo cartão de crédito também.

PAGAMENTO PARCELADO

O parcelamento do IPTU no cartão de crédito é uma opção para os cidadãos que precisarem dessa modalidade, seja para ganhar um prazo maior de pagamento ou até mesmo para se organizarem e não acumularem dívidas.

Além do IPTU, é possível realizar o parcelamento de multas com o cartão de crédito também. Conta de luz, fatura de cartão de crédito, conta de água, ISS, IPVA, ITBI, todos esses débitos e qualquer outro boleto podem ser parcelados em até 12 vezes no cartão de crédito.

Além do atendimento online, caso os contribuintes queiram realizar esses pagamentos de forma presencial eles podem comparecer em um dos nossos postos de atendimento.

VAMOS PARCELAR

A Vamos Parcelar é uma fintech integrada ao Sistema de Pagamentos Brasileiro e os principais bancos do Brasil.

Credenciada pelo Denatran, a empresa oferece o parcelamento de débitos do detran, públicos ou qualquer outro boleto em até 12 vezes no cartão de crédito.

Instituição de pagamento certificada pelas principais bandeiras do Arranjo de Pagamentos, instituído pela lei nº 12.865/13 e circulares do Banco Central do Brasil. Credenciada para aceitar pagamentos públicos em mais de 21 estados.