Vamos Parcelar

logo-vp

Compras online: 5 dicas para gastar com segurança

Veja os cuidados que devem ser tomados na hora de comprar pela internet!
3 min. de leitura
Acesso rápido

Graças a evolução da tecnologia, novas formas de comércio e consumo surgiram. Anteriormente, comprar um produto envolvia toda uma logística de sair de casa e peregrinar pelas lojas, mas agora é possível fazer tudo através da internet. Além da comodidade que as compras online permitem, os bons descontos e a enorme variedade fizeram com que essa possibilidade virasse a queridinha dos brasileiros.

De acordo com a Neotrust, empresa responsável por fazer estudos estatísticos, em 2021 as vendas no e-commerce tiveram uma alta de 57,4% em relação a 2020. Segundo a pesquisa, 78,5 milhões de compras online foram feitas somente nos três primeiros meses do ano. Outro levantamento realizado pelo NZN Intelligence, empresa de direcionamento estratégico, mostrou que 74% dos consumidores brasileiros preferem fazer compras pela internet. 

Porém, apesar das maravilhas, nem tudo são flores. As lojas virtuais investem cada vez mais em tecnologia cibernética para trazer mais segurança e uma melhor experiência aos consumidores. Contudo, nem sempre tudo é 100% seguro. Nesse sentido, listamos 5 dicas para você pôr em prática para evitar riscos e dores de cabeça na hora de fazer suas compras online. Confira!

1- Prefira sites conhecidos 

Antes de mais nada é preciso conferir a reputação da loja. Geralmente sites confiáveis têm um ícone de cadeado na barra de endereço do navegador, ou seja, desconfie se o símbolo não estiver aparecendo. O recomendado é que você evite compartilhar seus dados e fazer qualquer transação nesses casos.

No caso dos aplicativos, as compras só devem ser feitas se você tiver certeza de que a plataforma é oficial. Você pode confirmar essa informação dando uma olhada na classificação da ferramenta e nos comentários disponíveis na hora de instalar o app. 

2- Informe-se sobre a empresa 

Dê um Google antes de comprar! O site do Reclame Aqui pode te ajudar nessa. Pesquise pelo nome da loja na página e confira os comentários antes de fazer o pagamento. Uma outra opção para se manter seguro é verificar se a plataforma da empresa disponibiliza informações como telefone ou e-mail para contato, Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), políticas de troca, endereço, razão social e Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ). Quanto mais transparência, melhor. 

3- Desconfie de preços baixos 

Sempre bate felicidade quando surge aquela super oferta em anúncios aleatórios que aparecem enquanto você navega pela internet, né? Apesar da vontade de aproveitar a oportunidade, é preciso suspeitar dos preços muito baixos. Em outras palavras: promoções existem, mas geralmente as lojas seguem o preço médio do mercado. Ou seja, se o produto está muito mais barato ele pode estar com defeito ou pode se tratar de um golpe. 

4- Não deixe suas senhas gravadas

Nada de marcar a opção para lembrar das senhas ou de se manter conectado nos sites. A alternativa pode até trazer mais facilidade em compras futuras, contudo, seus dados ficarão disponíveis na plataforma, que pode ser acessada ou invadida por outros usuários. Então, a melhor opção é preencher as informações pessoais e do cartão sempre que for adquirir um novo produto. 

Além disso, é importante tomar cuidado também na hora da definição das senhas. Evite datas de nascimento e números de telefones. É recomendado também que cada plataforma tenha uma senha. Os gerenciadores de senhas são uma boa alternativa para guardá-las com segurança e não correr o risco de perder nenhuma delas. 

5- Evite sinal de wi-fi desconhecido 

Prefira fazer compras online usando somente o seu sinal wi-fi ou o de pessoas próximas. Os sinais públicos de internet estão mais suscetíveis a serem invadidos por hackers, que por sua vez terão acesso aos seus dados pessoais e informações disponíveis em seu dispositivo, por exemplo. Se precisar comprar alguma coisa fora de casa, prefira usar o sinal 3G, 4G ou 5G do seu celular.

Este artigo é mais um conteúdo desenvolvido pela VP Labs com intuito de

veicular informação de qualidade ao máximo de pessoas possíveis. Se ainda não

conhece a VP, acesse nosso site!

Acesso rápido

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre educação financeira, investimentos e novidades da VP.

Autorizo o envio de conteúdo e estou de acordo com a Política de Privacidade da VP.

Siga nossas redes sociais

Acompanhe os conteúdos e fique por dentro das novidades!

Postagens relacionadas
Nenhuma postagem relacionada

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Notícia veiculada recentemente, diz que a empresa Vamos Parcelar Pagamentos e Correspondentes LTDA — a qual, entre outros, presta serviço de parcelamento de dívidas de IPVA e de multas de trânsito —, “sem justificativas, deixou de fazer os repasses ao governo local e colocou contribuintes em situação de inadimplência”.

Sempre atenta à sua responsabilidade legal e social, a Vamos Parcelar vem a público prestar alguns esclarecimentos referentes aos fatos noticiados.

Após a instauração de procedimentos internos, a Vamos Parcelar detectou ter sido vítima de ofensiva aos seus servidores que resultou na significativa compensação de transações inconsistentes, inseridas por meio de subterfúgios em sua plataforma.

Foram detectados, ainda, indícios de fraudes em algumas operações realizadas por terceiros que se passavam indevidamente por usuários da plataforma, as quais ainda estão em fase inicial de averiguação.

A empresa esclarece que fez contato com 2.039 pessoas das 2.142 que fizeram reclamações na plataforma “Reclame Aqui”. Encontram-se pendentes, apenas, 93 casos com quem a equipe da Vamos Parcelar segue fazendo contato para responder às queixas e sanar o problema o mais brevemente possível.

Quanto às alegadas “queixas de golpe financeiro”, a Vamos Parcelar informa que realizou o levantamento das ocorrências existentes e constatou que as pendências pontuais identificadas foram devidamente sanadas, com o consequente esvaziamento das hipóteses investigativas e a confirmação do não cometimento de qualquer conduta irregular pela empresa.

Segurança cibernética

A Vamos Parcelar informa que, tão logo tomou conhecimento das inconsistências implementou, imediatamente, os protocolos de segurança cibernética ao seu alcance para conter a ofensiva, que já se encontra controlada, e que continua trabalhando para otimizar os mecanismos de segurança contra operações indevidas.

A empresa continua atuando de forma diligente, com foco para mitigar os efeitos gerados pela ofensiva e informa que, a partir da auditoria interna realizada, instituiu um comitê de compliance, com apoio de empresa especializada, com fins de realizar o correto tratamento das inconsistências apuradas.

O comitê de compliance instituído determinou que todas as operações efetivadas desde a ofensiva sejam novamente examinadas de forma minuciosa e sistemática pela Vamos Parcelar, para que, então, os repasses possam ser realizados às empresas e órgãos competentes.

A recomendação de nova checagem em todas as transações programadas gerou atraso no repasse dos pagamentos aos órgãos, que já está sendo normalizado de acordo com a finalização das auditorias.

A empresa se compromete a continuar trabalhando para restaurar o serviço aos seus clientes e a regularidade dos repasses o mais rápido possível.

Em atenção ao compromisso de integral transparência e total colaboração, a Vamos Parcelar implementou, no dia 16/06/2023, canal de comunicação e mediação para que os consumidores entrem diretamente em contato com a empresa para solucionar eventuais inconsistências de repasse.

A Vamos Parcelar reitera que sua atividade, ao longo dos 5 anos de atuação no mercado de parcelamento de dívidas, sempre foi pautada por rigor ético e legal e manifesta, mais uma vez, que guiada pelo compromisso de integral transparência e total colaboração, manterá seus clientes informados de qualquer informação relevante relacionada ao evento aqui tratado.

Prontinho! Agora você já pode usar o seu cupom para colocar seus débitos em dia.

Copiar e pagar Copiado!